Noticias

Taxa de vacância aumenta para 9,8% no Rio, diz Jones Lang LaSalle

Por Chiara Quintão - Valor - 14/10/2011

SÃO PAULO - A taxa de vacância do Rio de Janeiro aumentou no terceiro trimestre, para 9,8%, ante os 7,7% do segundo trimestre, mas continua abaixo do patamar considerado de equilíbrio, de 12% a 15%, conforme a Jones Lang LaSalle. O levantamento da consultoria considera as regiões centro, Orla, Barra e zona Sul, e edifícios de alto e altíssimo padrão. “A vacância já chegou a 2,5% no Rio, mas o indicador aumenta com as entregas que estão ocorrendo, principalmente na Barra”, diz o diretor de locação da Jones Lang, André Costa.

Já a taxa de vacância ajustada, que desconsidera os edifícios pré-locados ainda não ocupados, ficou em 4,4% no terceiro trimestre, ante 5,4% no segundo trimestre. De acordo com Costa, existem oito empreendimentos no Rio que, quando forem entregues, estarão completamente locados. A entrega de quatro deles está prevista para ainda este ano, no centro do Rio, dois em outubro e dois em dezembro. Em janeiro e junho, dois outros projetos serão entregues com locação completa no centro do Rio e, em março, um na zona sul carioca.

A média do valor de locação por metro quadrado foi de R$ 120 no terceiro trimestre, ante R$ 115 no segundo trimestre e R$ 108 no primeiro trimestre. O aluguel médio mais barato foi o da região da Barra, R$ 101 por metro quadrado, e o mais elevado, de R$ 160, na zona sul. O estoque total de escritórios de alto e altíssimo padrão do Rio de Janeiro é de 1,171 milhão de metros quadrados. O total do novo estoque previsto para o ano de 2011 é de 195,173 mil metros quadrados, para 2012, de 156,669 mil metros quadrados e, para 2013, de 15,878 mil metros quadrados.

Para acessar o documento em PDF, clique aqui.

Enviar a um Amigo